Esclarecimento TelexFree



Veja está matéria que está circulando na internet sobre a TelexFree, nossa equipe verificou é não tem procedência , só basta você ver a fonte da matéria Boston Globe sempre contra a empresa telex.


MATÉRIA 

James Merrill, o ex-diretor executivo da Telexfree nos Estados Unidos, declarou-se culpado de fraude e outras acusações em um esquema que recolheu US$ 3 bilhões de quase um milhão de vítimas. Uma perícia realizada pela Ernest&Young identificou 4 milhões de vítimas, sendo dois milhões no Brasil e dois milhões no exterior.

A Telexfree começou no Brasil e teve sua sede em Marlborough entre 2013 e abril de 2014, época em que agentes federais invadiram os escritórios da empresa e ela decretou falência..

Merrill, de 55 anos, aceitou um acordo judicial apenas algumas semanas antes do julgamento. Se for considerado culpado, ele pode ter que passar o resto da vida na prisão.

Nativo de Worcester, no Estado americano de Massachusetts, o ex-diretor passou de proprietário de uma pequena empresa de limpeza para a cabeça de Telexfree, aparecendo em conferências com milhares de participantes.

Merrill e seus parceiros de negócios são acusados de tirar proveito de imigrantes brasileiros e dominicanos em Massachusetts, muitos deles faxineiros, pintores e outros trabalhadores.
A empresa afirmava que vendia planos de VoIP, mas na realidade era um esquema de pirâmide. Os promotores americanos dizem que os líderes usavam o dinheiro retirado de uma rede cada vez maior de pequenos investidores para pagar os participantes mais antigos.

NO BRASIL

O brasileiro Carlos Wanzeler, co-fundador da empresa, é considerado foragido. Conhecido dos capixabas, Carlos Costa, um dos sócios da parte brasileira da empresa e candidato a deputado federal em 2014 pelo PRP, responde a processos no Brasil e alega inocência.


A reportagem do Boston Globe destaca que "a operação da Telexfree em Vitória, no Brasil, foi encerrada pelas autoridades em 2013. Depois disso, a sede mudou para Marlborough". A sede da empresa funcionava no Edifício Petro Tower, na Enseada do Suá.

Tamanho o impacto das supostas fraudes da Telexfree na comunidade latina dos EUA, o Boston Globe chegou a estampar uma matéria sobre o escândalo na primeira página, em abril de 2014.
Segundo fontes ligadas à investigação, a confissão de James Merril, nos EUA, pode contribuir com a investigação da Polícia Federal brasileira, que está em fase decisiva.

Segundo fontes ligadas à investigação, a confissão de James Merril, nos EUA, pode contribuir com a investigação da Polícia Federal brasileira, que está em fase decisiva.

(Com informações do Boston Globe)

Fonte: Gazeta Online
←  Anterior Proxima  → Página inicial