TelexFree - Mas não vamos esmorecer!! Vamos permanecer na luta



Prezados Divulgadores da TelexFREE;

Como é de conhecimento de todos, o governo acriano tenta, de uma forma pérfida, confiscar os valores que ora estão bloqueados na ação civil pública do estado do Acre sob número 0800.224-44.2013.8.01.0001.

A empresa Ympactus Comercial S/A se manifesta absolutamente contra essa medida inconstitucional da qual compartilho a mesma indignação contra esse "assalto" aos recursos pertencentes aos divulgadores sob um pseudo manto da Lei, no entanto não passa de um artífice legal objetivando "surrupiar" os recursos destinados ao ressarcimento de milhares de famílias que esperam por essa possibilidade, e que me solidarizo com o ato da empresa e principalmente com cada divulgador igualmente indignado com ato tão desumano e espúrio de um governante que deveria, em primeiro plano, pensar em seu povo!

Lamento que ainda exista uma parcela de divulgadores que ainda estão iludidos com divagações jurídicas na internet de facilidades na devolução desses recursos, no entanto o caminho será árduo até final conclusão, ainda que a empresa não tenha recorrido desse item da devolução, pois infelizmente teremos a figura da União, isso em função das ações fiscais contra a massa financeira bloqueada e que a Receita Federal entende ter direito a impostos não recolhidos pela empresa e que também é objeto de discussão jurídica, e também em função do bloqueio patrocinado pela Justiça Federal do Espírito Santo, onde está a sede da empresa, em ação criminal contra a empresa e seus sócios.

Meu alerta não é de pessimismo, mas de conscientização dos divulgadores de que teremos uma guerra jurídica a enfrentar e que se algum outro divulgador ou profissional do direito vender alguma facilidade no sentido de dizer que "está fácil" ou que "já estamos na fase de recebimento", saibam que isso não é verdade e mesmo uma sentença de primeiro grau na jurisdição de algum divulgador em favor do recebimento, é mera ilusão de que estaria tal sentença prestes a contemplar esse recebimento posto que a verdadeira batalha para isso será mover algum recurso sob tutela jurisdicional do estado do Acre para essas pessoas em suas jurisdições, já que a juíza certamente e provavelmente irá repetir o mesmo ato praticado em sentença em desfavor dos assistentes técnicos nomeados pela empresa quando da elaboração da perícia patrocinada pela Ernst & Young, quando a profissional da toga mandou a empresa solicitar autorização de liberação desses valores remuneratórios pelo trabalho realizado pelos assistentes técnicos à Justiça Federal do Espírito Santo e me parece que até hoje isso é objeto de discussão e diametralmente oposta foi a decisão em favor dos honorários da Ernst & Young em que a mesma magistrada optou, estranhamente, pela liberação imediata de pouco mais de 4.000.000 ( quatro milhões ) de reais através de alvará de levantamento direcionado diretamente daquele juízo para a empresa perita! Isso foi outro escárnio jurídico!!
Mas não vamos esmorecer!! Vamos permanecer na luta, ainda que inglória!!

Força e fé a todos os divulgadores!!

Eu, por meu turno, estarei aqui para sempre atendê-los no que me for possível!!
Não vamos nos entregar!!

Começamos a dar uma limpeza no Brasil, agora é limpar as prefeituras de todo país e agora é a hora de começarmos no território mais perto de nossas casas! Se não souberem em quem votar, pelo menos já sabemos em quem NÃO votar!!

Fonte: Carlos Castilho
←  Anterior Proxima  → Página inicial