TelexFREE URGENTE: MP orienta divulgadores no AC a irem à justiça


Divulgadores da Telexfree deverão comprovar vínculo com a empresa para terem de volta os valores investidos no negócio.

Na última semana, a justiça acreana condenou a Ympactus Comercial, representante da Telexfree no Brasil, a pagar 3 milhões reais de indenização por danos morais coletivos a quem investiu na empresa.

A firma também terá que devolver o dinheiro investido pelos divulgadores. A decisão ainda cabe recurso.

Segundo informações do Ministério Público do Acre, para ter direito à devolução, cada divulgador deve procurar o Poder Judiciário de sua cidade, portando a cópia da sentença judicial e um comprovante de domicílio.

O divulgador sem documentos deve procurar um advogado ou defensor público, para conseguir, na justiça, a comprovação de vínculo com a Telexfree.

A empresa começou a atuar no país em março de 2012, vendendo planos de minutos de telefonia pela internet. A pedido do Ministério Público do Acre, foi proibida de operar em junho de 2013, acusada de pirâmide financeira. A prática econômica é proibida no Brasil.

A estimativa é que um milhão e meio de usuários cadastrados com CPFs válidos faziam parte do negócio. Somente no Acre, foram cerca 40 mil pessoas.

A reportagem não conseguiu contato com representantes da empresa.

As informações são da EBC.

Observação Jo Telex

Agora antes de tomarmos qualquer decisão temos que aguardar um prazo de 15 dias, só depois que vai começar a devolução oficialmente.

Durante essa semana nosso diretor Carlos Costa vai gravar um novo vídeo falando o que vai ser preciso fazer para cada divulgador conseguir receber seu dinheiro.

Aguarde!


←  Anterior Proxima  → Página inicial