TelexFREE EUA: Após descumprir ordem judicial, Sann Rodrigues diz à Justiça que não fala inglês


Através de seus dois advogados, ele declarou que não falava o idioma e “tinha um conhecimento extremamente limitado da língua inglesa”

A Comissão de Câmbio e Segurança (SEC) acusou o paraense Sanderley Rodrigues de Vasconcelos, mais conhecido como “Sann Rodrigues”, de ter desobedecido uma ordem de congelamento de bens e, em agosto, pediu à justiça que o prendesse novamente. Na sexta-feira (25), o réu alegou em sua defesa várias coisas, inclusive que não sabe falar inglês. Através de seus dois advogados, ele declarou que não falava o idioma e “tinha um conhecimento extremamente limitado da língua inglesa”.

O SEC rebateu que “com todo o respeito, esses argumentos não fazem o menor sentido. Rodrigues fala inglês muito bem (embora com sotaque)”. Somado à carta, o órgão incluiu dois vídeos mostrando o réu falando inglês. Rodrigues aparece no vídeo promocional “TelexFree USA – O Primeiro Milionário Conta Sua História”, postado na internet em 17 de abril de 2013. Além disso, ele fez outro vídeo curto promocional intitulado “iFreex”, que foi postado na internet em 16 de outubro de 2014. Embora o título do vídeo seja em português Rodrigues fala inglês.
O SEC também rebateu os argumentos de que Rodrigues precisava de um intérprete para entender a ordem de congelamento de bens contra ele, frisando que o réu já havia recebido ordem semelhante em 2006 e não teve nenhum problema em entender e obedecê-la na ocasião. Com a alegação de que não fala inglês, Rodrigues tenta rebater a acusação do SEC de que ele desobedeceu a ordem do Tribunal.

Rodrigues alega que está numa situação de desvantagem com relação aos outros investidores da empresa TelexFree citados na ação judicial apresentada pelo SEC. Em 8 de maio de 2014, o Tribunal emitiu uma ordem para congelar todos os bens do réu. O conselho escolhido não apareceu até 13 de junho de 2014 e 7 de outubro do mesmo ano, respectivamente; enquanto outros acusados tiveram o benefício de aconselhamento pelo conselho. Rodrigues não teve o benefício de ter um advogado que lhe explicasse a decisão do Tribunal em português.

Sann, o que mais lucrou com TelexFree, era presença constante nos eventos da empresa. Nesses encontros, ele se relacionava com os principais investidores afiliados nos EUA, muitos deles também processados judicialmente pelo SEC. Curiosamente, nos vídeos gravados durante os eventos, Rodrigues pode ser visto palestrando em inglês sem a ajuda de um intérprete ou aparelho eletrônico (teleprompter). Além disso, a investigação sobre como o brasileiro obteve a residência permanente (green card) nos EUA revelou que ele mora no país desde 2003, ou seja, há pelo menos 12 anos. Ele tenta se livrar da acusação de desobediência à Corte porque “não entendeu” a ordem de congelamento de seus bens em inglês. O caso será avaliado pelas autoridades na quarta-feira (30).

As informações são do Brazilian Voice.

←  Anterior Proxima  → Página inicial