Carlos Costa vira “bode expiatório” e pode ser preso para abafar escândalos e minimizar crise econômica no Governo do Acre

A história se repete, ao menos é o que revelam os indícios de uma estranha movimentação nos bastidores da justiça acreana. Mais uma vez a Empresa Ympactus (TelexFREE) pode ser usada para abafar e minimizar os escândalos e, principalmente, a baixa popularidade do Governador do Estado Acre, Sebastião Viana (PT).

O bloqueio da empresa ocorreu exatamente no auge da maior operação de combate a corrupção da história do Acre, a Operação G-7”, desencadeada pela Polícia Federal, na qual familiares de Tião Viana, além de diversos empresários e secretários de Estado foram presos.
Hoje (11), com exclusividade, a informações do Inquérito Policial n. 013/2013, que visa apurar prática de crimes contra a ordem econômica e lavagem de dinheiro, supostamente pelos representantes da Empresa Ympactus (TelexFREE). A ordem agora seria para prender Carlos Costa, fato que causaria enorme repercussão e desviaria o foco de movimentos contra o governo, a exemplo da maior greve da história, praticada pelos professores estaduais, e do movimento “Fora Dilma, Fora Tião”, agendado para o próximo dia 16 de agosto, em frente ao Palácio Rio Branco.

O Delegado de Polícia Civil responsável pelo inquérito solicitou a Juíza da 2 Vara Cível da Comarca de Rio Branco acesso aos autos, para compartilhar as provas até o momento produzidas no processo cível.

Fonte: Acre Alerta


←  Anterior Proxima  → Página inicial