TelexFREE - Batalha judicial continua


Há mais de 02 (dois) anos, mais precisamente no dia 19 de junho de 2013, ocorria no Acre, o bloqueio das atividades da TelexFree, primeira empresa no país acusada de prática de pirâmide financeira, caracterizado como crime contra a economia popular. Iniciava-se, assim, uma das maiores batalhas judiciais da Justiça brasileira.

Sem provas, com o bloqueio de quase R$700 milhões, simplesmente com base em indícios, a justiça acreana determinou a contratação da empresa perita empresa Ernst & Young para elaborar um laudo que pudesse indicar se a Telexfree seria, ou não, pirâmide financeira. Ao custo de aproximadamente R$ 5milhões, pagos pela Telexfree, o relatório apresentado pela
O diretor de marketing da TelexFree, Carlos Costa, tenta agora questionar o laudo da perícia realizada pela empresa, devido diversas falhas gritantes apresentadas no relatório que, inicialmente considerado inconclusivo, emitiu parecer de que a atividade da empresa seria considerada pirâmide financeira.

Fonte da Informação: Acre Alerta


←  Anterior Proxima  → Página inicial